CERTIFICAÇÃO
ENERGÉTICA

A NOVAVAL tem ao seu dispor uma equipa certificada de Peritos Qualificados I (PQ-I) e Peritos Qualificados II (PQ-II) que garante a melhor resposta à avaliação energética dos edifícios e respetiva emissão dos certificados energéticos.

Os nossos avaliadores são formados em arquitetura ou engenharia, com qualificações específicas e experiência mínima de 5 anos, que atuam no âmbito do Sistema de Certificação Energética (SCE), aprovado pelo Lei nº 58/2013 e DL nº 118/2013, de 20 de agosto.

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA PQ-I

Avaliação de desempenho energético e certificação energética de edifícios de habitação, pequenos edifícios de comércio e serviços dotados de sistemas de climatização com potência nominal igual ou inferior a 25kW, de acordo com os requisitos exidos pelo Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Habitação (REH) e Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS).

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA PQ-II

Avaliação de desempenho energético e emissão de certificado energético para edifícios de comércio e serviços no âmbito do Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS).

PEÇA JÁ A SUA CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA!

A garantia de um bom desempenho enérgico é um fator determinante na valorização do seu investimento imobiliário e um requisito para a realização da compra e venda de imóveis. Conte com a nossa equipa de profissionais para a emissão de certificados energéticos e um guia personalizado de recomendações.

Todos os dados fornecidos são da exclusiva utilização da NOVAVAL e empresas associada para acompanhamento dos pedidos de apoio e disponibilização de serviços especializados, garantindo-se a total confidencialidade e tratamento de acordo com a política de tratamento de dados e privacidade (link) disponíveis.
O quadro legal e regulamentar do acesso a atividade dos peritos qualificados decorre da transposição para o direito nacional da Diretiva n.º 2010/31 /UE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 19 de maio de 2010, a qual inclui uma revisão da legislação nacional, e que assenta em 3 peças legislativas: a Lei nº58/2013, o Decreto-Lei nº118/2013 e a Portaria nº66/2014.